Anúncios

Como sacar o FGTS de um parente falecido e quem pode sacar?

Anúncios

Se você não sabia que é possível se sacar o FGTS de um parente falecido, agora você passa a saber que isso é possível sim. Como você já deve saber, o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), é um tipo de poupança em que o empregador deposita para o seu empregado todos os meses, que só pode ser sacado em determinadas situações ou períodos.

Saiba Mais:

Anúncios

Solicitar cartão de crédito Caixa 

Como ver o seu saldo do FGTS pelo celular

Autorização Eletrônica Caixa Econômica

Para você que deseja saber sobre mais informações de como sacar o FGTS de um parente falecido, é só continuar lendo o artigo. Somente aqui, você poderá obter informações e dicas importantes para que você consiga sacar o FGTS do parente que faleceu. 

Anúncios

Além de poder entender melhor como funciona o saque do FGTS de falecido, neste artigo você ainda poderá aprender como sacar o FGTS de um parente falecido e quem é que pode sacar e as datas possíveis para se sacar o FGTS de um falecido, e diversas outras informações. Então continue lendo o artigo para saber muito mais sobre o assunto.

Quem pode sacar o FGTS de parente falecido?

Somente quem pode realizar o processo para sacar o FGTS de um parente falecido é algum dos seus herdeiros ou a pessoa que ficou dependente habilitado à pensão de óbito, podendo ser a esposa, companheira ou filhos e outros.

Esse processo é um pouco complicado de ser entendido, porém na prática pode acabar se tornando mais fácil e menos complicado. Por exemplo, no caso dos dependentes habilitados e receptores da pensão oferecida por morte são a esposa e filhos com até 18 anos. Após atingir a maioridade, o herdeiro passa a ser sucessor. 

Então, caso você seja filho da pessoa que morreu e veja em algum lugar que, o sucessor é quem poderá conseguir sacar o FGTS de um parente falecido, não se assuste. Pois sucessor, significa dizer “filho que atingiu a maioridade”.

Já para conseguir sacar o FGTS do parente que faleceu, o processo é outro, mas também ensinaremos como ele funciona, para que você possa entender e não cometer nenhum erro.

Como sacar o FGTS de um parente falecido?

Para que você, dependente habilitado à pensão, herdeiro ou sucessor, possa sacar o FGTS de um parente falecido seu, você deve ficar ligado a todas as informações que passaremos para você, para que não haja erros e para que você consiga concluir essa operação com sucesso.

O primeiro passo que você deve dar é, em casa mesmo, começar a organizar a papelada ou documentação solicitada pela Caixa, para que assim você possa sacar o FGTS do parente que faleceu sem nenhum problema. É solicitada uma série de documentos, tanto da pessoa que irá sacar o FGTS do parente que faleceu, quanto da pessoa que irá realizar o saque.

Por esse motivo, é muito importante que a pessoa que irá realizar o saque, confira mais de uma vez se a documentação está completa, para que não acabe indo até uma das agências da Caixa em vão, já que eles só realizam o processo se a documentação estiver toda completa.

Com a documentação em mãos, a pessoa deve ir até uma das agências da Caixa e falar com um dos gerentes, solicitando o saque do parente falecido, o que irá gerar uma análise, para só assim você conseguir sacar o FGTS de um parente falecido.

O que precisa para sacar FGTS de falecido?

Para conseguir sacar o FGTS de um parente falecido, é necessária uma série de documentos, que a Caixa solicita para quem deseja realizar o saque. Além disso, como já falamos anteriormente, somente quem pode realizar o saque são os herdeiros e dependentes habilitados à pensão de morte.

Os documentos solicitados para que você possa sacar o FGTS do parente que faleceu são:

  • Documento de identificação, como RG (do herdeiro);
  • Número do PIS/Pasep ou NIS;
  • Carteira de trabalho da pessoa falecida;
  • Caso haja a declaração de dependência, é necessário levar;
  • E a declaração de consenso autenticada pelo cartório.

Além disso, se o herdeiro for menor de idade, é necessário levar também:

  • Certidão de nascimento;
  • CPF (Cadastro de Pessoa Física).

Documentos necessários para a abertura da caderneta de poupança do menor.

Quando é possível sacar o FGTS de um parente falecido

Para que você possa sacar o FGTS de um parente falecido, será necessário que o herdeiro ou dependente habilitado à pensão por morte, fique de olho no calendário de saque.

Onde consultar se há valor para ser resgatado?

Para consultar se há algum valor a ser sacado pelo FGTS, no caso de pessoas que são beneficiadas pelo Pasep, será necessário que você vá até uma agência do Banco do Brasil. No caso do PIS, você deve ir até uma agência da Caixa Econômica Federal.

Tanto para realizar a consulta no Banco do Brasil quanto na Caixa Econômica Federal, é necessário levar consigo o número do PIS ou do Pasep, o CPF e a data de nascimento DO FALECIDO.

Conclusão

Se o artigo lhe foi útil, continue acompanhando nosso site para obter mais informações de assuntos variados. Espero que tenhamos te ajudado a esclarecer suas dúvidas e lhe ensinar como sacar FGTS de um parente falecido.

Saiba Mais:

Caixa econômica como abrir uma conta pela internet

Limite de Saque da Caixa Econômica no Caixa Eletrônico

Como financiar veículo pela Caixa Econômica

Anúncios