Anúncios

O que fazer para melhorar minha vida financeira? Descubra

Anúncios

Chegue mais perto e me diga: você sabe organizar sua vida financeira? Ou ela estar uma bagunça? Juro que não vou contar a ninguém sobre sua situação. Mas se você precisar de algumas dicas, fique comigo! 

Saiba Mais:

Anúncios

Como simular um investimento?

Onde guardar a reserva de emergência?

Como calcular a capital de giro de uma empresa?

Conta digital para MEI e Microempresários

Anúncios

Não é difícil encontrar pessoas que nem imaginem como é a vida financeira em casa. Gastos misturados com receita sem saber onde economizar e dinheiro desaparecendo sem saber onde ir. 

Conheça agora 6 dicas para organizar sua vida financeira: 

Não gosto de nada que complique minha vida financeira. Acompanhar as suas finanças e veja que tem várias vantagens. Saia da área vermelha, faça uma reserva e ainda poderá realizar alguns sonhos. 

Dica 1: Envolver toda a família: 

Este é o primeiro grande passo em direção a uma boa organização na Vida financeira. Muitas pessoas cometem o erro de não incluir a família no plano. Posso garantir que começar sozinho e sem o apoio de outras pessoas que dependem de você é muito difícil. 

Se você quer sair do vermelho, de contas que não fecham ou até mesmo realizam um sonho, de lua de mel, casamentos ou excursões, você precisa reconciliar todos. 

Qualquer pessoa que tenha filhos também deve incluí-los no plano. Obviamente, o idioma e o tempo serão diferentes. 

Dica 2 – planejamento e orçamento: 

Para que suas contas não terminem aí e você as lembre-se apenas quando expirarem e você souber para onde está indo seu dinheiro, é necessário elaborar um plano e orçamento. 

Parece muito difícil, não é? À primeira vista, pode parecer muito complicado e cansativo. Mas você precisa reservar um tempo para consertar tudo. Esta é a base da construção para organizar as finanças. 

Mas qual é a vantagem do planejamento financeiro e do orçamento? 

Simplesmente, eles são o seu guia mensal e anual. Essa verificação exige que você relate sua renda além do salário recebido e a classifique como essencial e não urgente. 

Depois, mês após mês, determine o que você gasta (o essencial). Em outras palavras, evite gastar dinheiro nessas contas com antecedência. 

Dica 3 – Pense se você deseja salvar: 

Digo a algumas pessoas que sei que economizar é muito mais viciante do que gastar, apenas aprenda. Por esse motivo, o terceiro passo para aprender a organizar as sua vida financeira é fazer com que seu cérebro economize. 

Você pode conseguir isso se definir uma meta. Quando você se desafia, sente que precisa chegar lá dentro do tempo definido. E isso, minha querida, está se tornando rotina. Sempre que você pegar sua carteira, você pensará duas vezes. 

Então treine para economizar. Antes de comprar, verifique seu crédito para o mês atual e o próximo. Considere duas coisas ao tomar uma decisão de compra: 

  • Salários líquidos e não brutos 
  • Valor abaixo do que você ganha – ajuda a economizar e a não ficar sem dinheiro. 

Dica 4 – verifique suas finanças: 

Você dedica um tempo para preparar seu planejamento e orçamento. Para que funcionem efetivamente e sirvam ao propósito de mantê-lo organizado, você deve sempre revisá-los. 

Escolha a sua hora. Existem pessoas que preferem isso todos os dias, porque assim você não perde nenhuma despesa e outras semanalmente. Que tal fazer um esforço no começo e fazer essas anotações todos os dias após o jantar ou antes de ir para a cama? 

Veja quanto gastou diariamente, semanalmente e, mais recentemente, mensalmente. Se você monitorar tudo de perto e com cuidado, poderá encontrar despesas que podem ser reduzidas. 

Este exercício também serve como atenção. Se você fizer despesas desnecessárias e inseri-las em sua planilha, ficará um pouco desconfortável, o que o motivará a não repetir o erro. 

Dica 5 – Regra 50-15-35: 

Se você acompanha o nosso blog, deve ter visto essa regra aqui. Essa maneira de salvar e organizar sua vida financeira é uma das mais conhecidas. Se você ainda não sabe, leia: 

Se seguirmos uma regra, será muito mais fácil criar uma disciplina com nosso orçamento. Então, para praticar 50-15-35, apenas dívida suas despesas. assim: 

Separe sua renda: 

  • 50% para despesas essenciais 
  • 15% para prioridades financeiras 
  • 35% estilo de vida / lazer 

Em outras palavras, metade do seu salário deve ser para você, para que você possa viver com tudo o que precisa, com essas despesas essenciais. 

Prioridades financeiras são prestações para quem está endividado. Se a situação for boa e você não tiver dívidas, poderá economizar esse valor (15%). 

Seu estilo de vida, os 35% reservados de seu salário, pode ser usado no seu tempo livre ou no seu estilo de vida. Excursões que você quer fazer, jantares e muitas outras coisas que fazem você se sentir bem. 

É importante enfatizar que este é um plano que você pode seguir e que funciona muito bem. No entanto, se não se adequar ao seu momento financeiro, defina uma regra que melhor lhe convenha. 

Dica 6 – crie uma rotina: 

Você se lembra da etapa 4 quando falo em verificar sua vida financeira? Então, a dica 6, além do reforço, quero lembrá-lo de algo muito importante: manter uma rotina. 

Essa tarefa é de grande importância para um bom começo na organização financeira. Isso se deve ao fato de você não estar acostumado a gerenciar seu dinheiro. 

Você verá que, depois de um tempo, se fizer tudo com cuidado e rotineiramente, poderá quase organizar suas finanças em sua cabeça. Praticamente automático quando você sabe como dividir seu orçamento e quando não fica sem planejamento. 

Anúncios