Anúncios

Qual o melhor site para comprar produtos importados?

Anúncios

Às vezes, é necessário comprar, produtos importados para revenda ou uso pessoal. Para descobrir se verdadeiramente vale a pena comprar produtos importados, você precisa saber um pouco mais sobre o procedimento de importação de mercadorias. Observe que a compra de itens de outro país pode ser um pouco controversa devido às taxas cobradas dos compradores.

Veja também:

Anúncios

Ouvidoria da Caixa Econômica Federal

Como faço para encerrar uma conta no Sicredi?

Como abrir uma conta poupança do Bradesco?

Empréstimo para negativados Banco Inter

Qual é a tributação dos produtos importados?

Anúncios

Entenda como a principal tributação dessas compras funciona para que sejam claramente feitas pelo consumidor.

Direitos de importação: pessoas físicas:

  • No máximo US $ 50: Não há taxas de importação;
  • No máximo US $ 500: taxa de imposto simplificada, que é de 60% do valor total da remessa;
  • No máximo US $ 3.000: É necessário o envio da DSI (Declaração Simplificada de Importação). Além do pagamento das taxas, será cobrado ICMS e uma taxa de desembaraço aduaneiro.
  • Mais de US $ 3.000: É necessário usar a Importa Fácil dos Correios ou contratar um despachante.

Direitos de importação: pessoas jurídicas:

  • Para pessoas jurídicas, mercadorias que não excedam R $ 3.000 podem ser tributadas usando a declaração de importação simplificada, que incorre em uma taxa de 60% do valor.
  • Nos casos que excedem esses valores, é necessário aferição a legislação especial para cada tipo de produto.

Outros impostos de compras de produtos importados:

  • (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) ICMS;
  • (imposto sobre produtos industriais) IPI;
  • PIS / COFINS;
  • (imposto sobre transações financeiras) IOF;
  • (imposto sobre operações e serviços de todos os tipos) ISS.

Que tipos de importações existem?

Há três tipos de importações. Revise as altercações entre cada uma delas e determine qual é a melhor alternativa para você ou sua empresa.

Importar para sua própria conta:

Nessas circunstâncias, a própria instituição consegue toda a nacionalização das mercadorias que comprou. É, portanto, responsável por todas as fases do processo, desde negociações com o fornecedor até a solução de todos os problemas legais e burocráticos.

A empresa, portanto, compra todos os produtos importados e paga com recursos próprios. O lado bom desse tipo de importação é que o gerente tem melhor autoridade sobre o procedimento de itens do exterior.

Importação em nome de terceiros:

Nessa situação, uma instituição intermediária, também chamada como empresa comercial, faz todo o procedimento de importação de outra empresa, para o cliente. Em outras palavras, você acorda com uma empresa para trazer seus produtos em seu nome.

O comprador muitas vezes já possui um provedor e já sabe quais mercadorias são importadas. Assim, a trading atinge todo o procedimento de importação e cuida de todas as questões administrativas e tributárias. O objetivo é entregar todos os produtos importados no local especificado pelo comprador.

Importação personalizada:

Segundo o governo federal, “a importação sob encomenda é uma importação, na qual a pessoa jurídica introdutória é comissionada, em seu próprio nome e com recursos próprios, o desembaraço aduaneiro para a importação de mercadorias estrangeiras que adquiriu no exterior para revenda ao pré-encomendado para promover o cliente.

Vale a pena comprar produtos importados para revender no Brasil?

Vale ressaltar que, dependendo do pedido, sua compra pode ser até 70% mais barata se o foco do mercado for nos Estados Unidos ou na China. Além disso, vale a pena comprar produtos no exterior, em vez de esperar que sejam fabricados no Brasil, pois as chances de chegarem mais rapidamente são maiores.

Anúncios

Deixe um comentário