Anúncios

Saiba tudo sobre o refinanciamento de veículos no Santander

Anúncios

O Banco Santander possui uma modalidade de empréstimo chamada crédito ou empréstimo com garantia de veículo, que é o refinanciamento de veículo. Nesse tipo de empréstimo, um automóvel no nome do cliente é usado como garantia de pagamento da dívida, da mesma forma que outras linhas de crédito com garantia de bens materiais, como imóveis ou jóias.

Veja também:

Anúncios

Qual o processo de reciclagem da CNH?

Consórcio de Carro Groscon: Como funciona?

Como funciona o Consórcio Nacional Govesa?

Esse tipo de linha de crédito é bastante conhecida no Brasil por ser uma das mais acessíveis. Por isso, vários brasileiros usam o refinanciamento de veículos para poder pagar dívidas pendentes que cobram juros muito altos ou para investir em algum gasto de interesse individual.

Anúncios

Dessa forma, o texto a seguir é muito importante para você, caso esteja em busca de um refinanciamento de veículos interessante para o seu Bolso. Conheça agora as principais informações dessa modalidade pelo Banco Santander e se ela vai ser benéfica para o seu perfil financeiro.

Refinanciamento de veículo Santander, como funciona?

Essa modalidade também é conhecida como empréstimo com garantia de veículo ou UseCarro, nome especial do serviço no Banco Santander. O refinanciamento de veículo trata-se de uma linha de crédito fornecida pelo banco com a condição de que o cliente ofereça um automóvel quitado em seu nome como garantia de que ele vai pagar sua dívida com a instituição.

A garantia é essencial para que a instituição financeira se sinta mais segura de estabelecer o contrato, e, por conseguinte, ofereça condições de pagamentos mais flexíveis para seu cliente, como taxas de juros mais baixas e prazos mais longos para o parcelamento da dívida.

O cliente que quer solicitar essa linha de crédito precisa ter o veículo vinculado ao seu nome, de preferência já quitado, e ter todos os documentos em dia. Entretanto, caso exista algum financiamento em aberto ou qualquer outro tipo de pendência, como o IPVA atrasado, parte do valor recebido vai ser direcionado para o pagamento dessas dívidas e o resto vai ser depositado na conta do cliente.

A modalidade de refinanciamento de carros pelo Santander só está disponível para correntistas do banco, uma vez que as parcelas são debitadas diretamente da conta corrente do cliente Santander.

Algumas das condições de solicitação desse tipo de empréstimo são que o valor a ser disponibilizado ao cliente pode chegar até 70% do valor de mercado do veículo vigente na época da contratação, além disso, o carro a ser oferecido também precisa ter no máximo 5 anos desde a data de fabricação até o dia do contrato.

As taxas devem seguir algumas conformidades e serão exploradas maisa fundo no restante do artigo Já em relação aos prazos disponíveis, a dívida pode ser quitada em até 5 anos.

Quem pode solicitar o refinanciamento de veículos Santander?

Um dos principais requisitos para solicitar esse tipo de empréstimo é que o cliente possua uma conta corrente no Banco Santander, seguido pela necessidade de possuir um automóvel quitado, com documentos em dia e vinculado ao nome do solicitante.

Quais documentos são necessários

Assim como na maioria dos casos, a documentação básica para iniciar o processo de contratação do refinanciamento de veículo pelo Santander é:

  • Documentos de identificação pessoal válidos e dentro do prazo de validade: RG ou CNH e CPF;
  • Comprovante de residência atualizado;
  • Documentos do veículo a ser oferecido;
  • Comprovante de renda atualizado.

O processo é seguido pelo preenchimento de fichas de cadastro. Depois de preenchidas as fichas e enviada toda a documentação solicitada, o banco vai fazer uma análise de crédito no perfil do seu cliente. Caso a avaliação dê um resultado positivo, o próximo passo é a vistoria do veículo. Essa vistoria serve para que a financeira tenha noção do estado de conservação do automóvel e qual vai ser o valor liberado ao cliente.

Quais são as taxas?

As taxas não são fixas e variam, completamente ligadas ao prazo estipulado do contrato, o ano e modelo do veículo, além da influência do perfil financeiro de cada cliente e posição que este ocupa no Banco Santander.

É importante frisar que o Banco Santander não cobra juros e nem tarifas durante a operação, apenas algumas taxas comumente aplicadas no empréstimo.

Como faço para contratar um financiamento de veículo pelo Santander?

Siga abaixo todos os passos para realizar a contratação desse tipo de empréstimo pelo Santander:

Simulação e solicitação

O serviço UseCarro do banco está disponível apenas para correntista do Santander. Dessa forma, a simulação e contratação terá como canal o próprio sistema do banco.

As taxas do Santander são bem competitivas em comparação com as restantes cobradas por outras financeiras no mercado.

Mesmo assim, é importante que o cliente faça a simulação do financiamento antes de partir para solicitação, comparando a proposta de empréstimo do Santander com outros bancos e fintechs. Desse modo, se o Santander e suas características atraírem o seu perfil financeiro, prossiga com o pedido do contrato.

Enviar os documentos

Siga enviando todos os documentos básicos, incluindo os do automóvel. Lembrando que o carro precisa estar no seu nome, de preferência já quitado.

Análise de crédito

É nesse momento que o banco vai fazer uma avaliação e verificação do perfil financeiro de cada cliente, com o objetivo de ter certeza que o cliente vai ser capaz de pagar as parcelas do empréstimo ao todo.

Se o perfil não for aprovado, o cliente não poderá fazer o financiamento através do Banco Santander.

Análise jurídica e vistoria do veículo

Toda a documentação do solicitante passa por uma análise e triagem prévia, enquanto o automóvel também recebe uma vistoria que dirá se este pode ser usado como garantia ou não.

Assinar o contrato

Depois da aprovação em todas as etapas anteriores, o último passo é assinar o contrato disponibilizado ao cliente.

Liberação do crédito

O crédito liberado vai cair na conta corrente do solicitante entre 5 a 15 dias úteis depois de feito o contrato. No entanto, essa liberação depende fortemente da velocidade  em que o cliente disponibilizar sua documentação e permitir a vistoria do automóvel.

Quais são os cuidados necessários?

Os clientes precisam ter muita cautela e fazerem uma reflexão antes de solicitar essa ou qualquer outro tipo de linha de crédito. Caso o cliente não assuma suas responsabilidades de pagar sua dívida de acordo com os prazos estabelecidos, o automóvel usado como garantia poderá ser tomado pelo banco, que o colocará a leilão. 

O cliente também deve solicitar apenas o que precisa como valor, mesmo podendo pedir uma quantia maior. Dessa forma, os riscos dele perder seu automóvel são bem menores e a dívida pode ser quitada com mais tranquilidade.

Quais são as vantagens e desvantagens dessa modalidade?

Por ser uma modalidade que possui juros menores do que outros tipos de empréstimo, o refinanciamento de veículos é uma ótima opção para quem possui um carro com tudo em dia.

O banco ficará seguro que você vai arcar com as despesas mensais do empréstimo, pela a garantia do automóvel.

Vale a pena fazer um refinanciamento de veículo pelo Santander?

Você precisa estar 100% seguro de passar o automóvel para o nome do banco, caso contrário e caso você esteja enfrentando problemas financeiros, é melhor optar pela contratação de um empréstimo pessoal, por exemplo.

Se não for uma necessidade urgente, não faça o empréstimo e talvez pense em cortar alguns gastos mensais desnecessários juntamente com a procura de um novo tipo de renda extra adicional. Assim, você não coloca em risco um bem material que já está quitado em seu nome.

Anúncios